Translate

terça-feira, 29 de maio de 2012

Como escolher o piso da casa

Clima, objetivo, localização e hábitos da residência devem ser levados em consideração

O revestimento do piso é constante alvo de incerteza na hora da reforma ou construção. Antes mesmo da especificidade de cada material, quando a casa é térrea ou em um apartamento, surge a dúvida se o piso deve ou não ser o mesmo em todos os cômodos.

Hábitos dos moradores e clima da região influenciam na escolha | Foto: Divulgação

Quando o objetivo for unificar, se abre o leque dos materiais que atendam tanto às áreas sociais como à cozinha e aos banheiros. Cerâmicas e porcelanatos são indicados, por terem baixa permeabilidade e serem laváveis.

Porém, fugir da especificação clássica – piso frio (cerâmicas, porcelanatos, pedras) nas áreas molhadas e quente (madeiras, laminados e carpetes) nas áreas sociais e íntimas – vai além do questionamento a um conceito instituído e da praticidade.

É necessário levar em conta pelo menos três aspectos: o clima da cidade onde está inserido o imóvel, a região - área rural ou cidade - e os hábitos dos moradores.

O lar deve ser o abrigo do clima externo, portanto, se está frio, a casa deve estar aquecida, e se faz calor do lado externo, a casa deve estar fresca. A correta especificação do piso em cada um desses casos contribuirá para um ganho de conforto.

A localização urbana ou rural influencia pela presença de asfalto ou terra do lado de fora, situação dispare no que se refere à manutenção do piso. Não que na cidade não exista poeira, ao contrário a poluição é grande inimiga da limpeza da casa, mas o que vem da sola do sapato é mais simples de ser limpo e menos abrasivo, também pelo fato de antes de adentrar no lar, geralmente se percorre uma área comum, como hall de prédios ou garagens.

Piso de madeira exige cuidados especiais desde o preparo do contrapiso até a aplicação da resina | Foto: Divulgação

Na área rural a terra ou pedriscos grudados na sola dos sapatos podem arranhar mais o piso de madeira acabado com resina. Nesses casos se a opção for por madeira é melhor que tenha acabamento rústico.

E como última, mas não menos importante questão, temos os hábitos dos moradores. Há os que ficam descalços assim que pisam dentro de casa e os que só o fazem dentro do box do chuveiro. Essa relação com o lar pode fazer toda a diferença na hora da escolha.

Quem gosta de estar em casa sem sapatos e morar em região muito fria, estará mais confortável pisando em madeira, porém se quase nunca andar descalço, o piso fará pouca diferença.

Fonte: O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário